Cidadania:

Acima: “O pescador e o mar,  aprendendo a pescar.
Acrílica e fragmentos de tinta sobre papel.
52x72cm -Da 1a exposição ASA na Funarte e do livro
O Papel de cada Um da Editora Escrituras, do qual é  organizador e autor.

 

Cidadania é o exercício de descobrir o outro.

 

cidadania - bandeira
Obra coletiva realizada pelos jovens participantes do Projeto ASA em 2004.              Acrílica sobre pratos de papel.                                Exposição Inst. Brasil/EEUU.

Cidadania é uma visão de arte que para Odilon Cavalcanti se completa na sua percepção de que é no outro que sua obra faz sentido: desde seus primeiros anos de atividade profissional Odilon criou, coordenou, vários Projetos de participação cidadã.

Ainda muito jovem coordenou, juntamente com Eloy Simões e uma equipe de então jovens artistas visuais como Tuneu, Sara Carone, Luiz Gonzaga Rocha Leite e Cláudio Tozzi, entre outros, além de vários músicos e compositores em uma intervenção na Cidade de Cachoeira Paulista que abriu suas portas na época (1970/71) para vários eventos de cidadania que incluiram palestras, saraus musicais poéticos, Workshops de Arte  no Museu da Cidade e na principal praça eventos criativos com crianças e jovens.

Anos mais tarde, então em Fortaleza, apoiou sua mulher, Malouh Gualberto, em seu exitoso trabalho com crianças com o apoio do BnB, a Escolinha da Vida.

Mas foi já na virada do século que Odilon realizou seus principais Projetos Sociais com centralidade em arte: o Projeto Asa que abriu as portas das linguagens visuais para milhares de jovens provenientes do Ensino Público, o Projeto Beleza Pura, novamente em parceria com Malouh Gualberto, em Gurupá- PA, na foz do rio Amazonas que, apesar de não ter sido implementado é para o artista considerado como sua maior contribuição à construção da nação que queremos, por seu potencial de autodeterminação de povos e populações esquecidas dos sertões brasileiros.

Não devemos esquecer iniciativas sem lastro institucional de empresas, apenas com apoio direto de Escolas e doadores expontâneos, como o Projeto “Terra da Paz” e os Projetos “Artes do Curupira” e “PAZ”, todos tendo parceria de Malouh Gualberto e Ecofotografias.

Este espaço é o passo inicial para resgate da memória deste exercício de cidadania ainda viva dessas ações, na esperança de que possa ser estímulo e oportunidade de início de novas ações de cidadania e responsabilidade social.

Conheça aqui e agora um pouco mais sobre o Projeto Asa:

 

 

VOLTA